O Benfica não é esta Entrevista, o Benfica não merece esta Entrevista em dia de Aniversário.
A entrevista ao querido líder foi como expectável um namoro entre um pouco profissional jornalista (nenhum jornalista que se digne pode acabar frases do entrevistado e dar-lhe “N” muletas para completar o raciocínio, não faz sentido sem ser na TV Norte Coreana) e um presidente nervoso, sem estratégia e que apenas responde aos temas com soundbites superficiais.
A isso acrescentou-se uma quantidade enorme de banha da cobra que já só engana quem quer. Quem pensar minimamente vai entender que o que nos estão a fazer é vender um produto que não existe e que não está perto de existir.
“Covid”
– Ponto prévio: tendo em conta que fomos o único Clube em Portugal com tão grande número de casos e um dos únicos na Europa, isto não é má gestão? Foi “azar”?
– Até 16 de Janeiro (5 jogadores com Covid + um porradão deles na estrutura técnica):
Falhámos a entrada na Champions com o PAOK (1º e principal objetivo da 1ª metade da época)
3-0 do Boavista
Perdemos com o Braga
Empatámos 2x com o Rangers
Empatámos com o Liege
Perdemos a Supertaça
Empatámos com o Santa Clara
Empatámos com o Porto
– Depois de 16 de Janeiro:
Em 11 jogos ganhámos 3… TRÊS!!!! Até podia acreditar que eram todos por sequelas do Covid, mas isso só era possível se não tivesse visto os jogos.
“Arbitragens”
– Temos 3 jogos em que nos podemos de facto queixar de lances mal paridos. De resto são tudo lances passíveis da interpretação que foi feita pelo árbitro. 3 jogos… onde eram úteis obviamente os 3 pontos mas que representam muito pouco nos 9 jogos que não ganhámos na Liga. 9… em 20! Quase metade.
“Em cada 3 sócios, 2 votaram em mim”
– sugiro uma correção matemática para “em cada 3 votos, quase 2 foram para mim”. Porque uma coisa são votos e outra são sócios.
“O Penta? O Herrera nunca mais repete aquele pontapé”
– no ano de maior desinvestimento da história do Clube, no ano em que menos se reforçou a equipa, acha-se que foi por causa de um remate do Herrera que perdemos um Penta. Num ano em que ficámos a 7 pontos do Campeão. Como é que achando isto se pode evoluir?
“Jesus vai cumprir o contrato”
– a última vez que foi dito algo semelhante, o Bruno Lage foi despedido um par de semanas depois.
“Jorge Jesus validou todos os reforços”
– Estranho era, sendo o Treinador, que não o fizesse. Quer isto dizer que anteriormente os Treinadores nem isso faziam?
“Em Março do ano passado o Benfica era dos clubes mais rentáveis da Europa”
– Ora… e agora? O que se passou? Em apenas 1 ano aumentámos significativamente o passivo (25%), o resultado líquido reduziu 90% e representa praticamente metade do que tivemos em 2019 e ainda aumentámos os custos com pessoal. Que gestão de crise foi esta?
“O Seixal é a minha menina dos olhos de ouro. É ali que temos de investir”
– Benfica em 20/21 vende ou empresta TODOS os jogadores oriundos do Seixal e o único que sobe é o Gonçalo que tem 77 minutos na Liga NOS.
“Agora dizem ‘não temos mística’… Agora ouvi dizer que o Benfica não tem estrutura. Esses não são bem-vindos ao Benfica.”
– Ora… um presidente diz que quem critica o Clube não é bem-vindo ao mesmo. Quando normalizamos este tipo de atitude, entendemos que o caminho é de facto vencer uma ditadura a todo o custo.
“O Benfica não é para ser assaltado e não vai ser assaltado.”
– O presidente considera “assalto” haver oposição crítica e que aponta o dedo ao que está errado. Considera “assalto” querer mais, melhor e que o Benfica cumpra as regras democráticas. No fundo o Vieira confunde democracia com assalto. Entendo…
“Não vou aos jogos por indicação médica sob pena de poder apanhar pneumonia”
– Ok, a ser verdade não só é legítimo como é uma justificação compreensível.
“Se o Clube fosse meu seguia o caminho do Seixal porque é o caminho certo” ; “Os sócios têm de se decidir se querem que se invista ou não!”
– E de repente, afinal, o Clube é gerido assumidamente de fora para dentro.
“Assumo total responsabilidade por tudo o que está a suceder”
– aqui sim, estamos todos de acordo.
PS: Ficou a faltar questionar sobre:
– Hegemonia
– Benfica Europeu
– Porquê estas Contas
– Mandato Desportivo
– Quais as relações existentes com Paulo Gonçalves e César Boaventura
– Como explica um contrato com uma empresa criada 6 meses depois do mesmo?