Afinal precisávamos de jogar o quíntuplo… 

Os tiques das últimas épocas estão cá todos… o que mostra que o treinador terá a sua influência mas o assador de treinadores é a Direção e a sua estratégia de mercado dos últimos anos.
É incrível a dificuldade que temos em criar oportunidades. Incrível. Só criamos nas seguintes condições:
– equipas inferiores do outro lado
– contra-ataque
– individualidades a resolver
Não conseguimos jogar NADA de jeito contra equipas bem organizadas e que vejam UM jogo do Benfica. Nem precisam ver 2 para anular a táctica do Mestre…
O que não conseguem anular são as individualidades que, com espaço, fazem mossa em qualquer campo.
Ao fim de tantos jogos continuamos a defender mal, continuamos a fazer testes no meio-campo e continuamos a depender do erro do adversário para criar.
Vamos todos agradecer ao Jesus ter tido o falhanço do acesso à Champions, imaginem o que seria esta malta por lá…
Bom, a solução é fazer o que se faz nos jogos com os pequenotes mas contra os que nos fazem frente. Claramente será fácil porque temos um Treinador top mundial que só não ganha a Champions nem está no Barça por meros detalhes e azares da vida.
Uma nota:
– 100 Milhões
– + não sei quantos milhões para o Mago
– O Paok, o Boavista, o Lech, o Rangers e o Braga (todos estes plantéis JUNTOS valem menos do que vale o do Benfica no Transfermarkt) fazem-nos frente ou nos apagam com uma facilidade tremenda.
Algo tem de mudar, há tempo e vem aí outro mercado, mas algo tem de mudar para isto não ser mais uma época perdida.