Nesta rubrica vamos querer dar destaque a um bom cabelo mensalmente. 

Não, nem sempre vão ser cabelos contemporâneos, podem ser aqueles que simplesmente nos marcaram.

Este mês relembro o cabelo do corpo-lento Miguel Veloso a que demos o nome de: Palmeirinha.

Sim é auto-explicativo e serve para uma série de coisas:

  • para meter num aquário de tartaruga a fazer de palmeira,
  • para limpar o pó naqueles cantos de difícil acesso,
  • para tocar sensualmente no parceiro sexual.

Tendo em conta a elasticidade criativa a que este espanador palmeirante pode chegar, até me atrevo a dizer que é ainda mais polivalente que foi o seu dono. Homem que palmeirou o centro da defesa, o lado esquerdo da defesa, o 6, o 8… 

Mais virão, mas este fica para sempre <3